3/16/2006

A história de Hansel e Gretel

Devem estar-se a perguntar: não era suposto ela estar a falar de currículo?Então porque está para aqui a contar histórias???? Realmente têm toda a razão. Na realidade esta é a história que eu escolhi para me ajudar nesta nova caminhada... Não vos contarei tudo, pois fico à espera que me digam porque razão eu escolhi esta história para personificar o meu novo e aliciante desafio - a cadeira de Projectos Curriculares.
Conto convosco!


No entanto, e para aguçar a vossa curiosidade aqui fica uma pista: Hansel e Gretel deixaram um rasto de migalhas para chegarem a casa...


O que será para mim o rasto de migalhas ou a casa???Enfim, não há nada melhor que brincar com a nossa imaginação para encontramos o nosso verdadeiro caminho.


Aqui estão eles...

Hansel e Gretel.

4 Comments:

At 3:41 da manhã, Blogger raquel said...

Se esta metáfora foi a melhor forma para recriares as tuas aprendizagens tenho a dizer-te: Muitos Parabéns! Para mim a casa é a personificação do "Currículo" no seu todo e tudo o que ele abrange, o rasto de migalhas são as "sequências de aprendizagem" a que serás submetida para poderes usufruir dessa linda casa e jardim(as imensas cnexões do currículo com o que nos rodeia)! Espero que te divirtas e aprendas coisas novas, foi uma das disciplinas que mais me elucidou e onde aprendi conceitos e temáticas novas, vais adorar!

Boa viagem até à tua nova casa, o Curriculum...

 
At 8:38 da manhã, Blogger ana sousa said...

olá Raquel desde já agradeço o teu comentário! O rasto das migalhas são, tal como o referes, as minhas aprendizagens e tudo o que as envolve, enquanto que a casa de Hansel e Gretel é o meu objectivo máximo (pelo mnos em relação a esta cadeira): o currículo.
Para mim é muito importante construir, brincar e explorar todo este mundo novo, que como tu o personificas, e bem, "a tua nova casa"...

 
At 11:36 da manhã, Blogger sandra said...

Concordo com a Raquel, realmente foi uma boa metáfora! Aliás muito bem conseguida, a meu ver. Penso que o "rasto das migalhas" irá ser longo e cansativo mas ao mesmo tempo gratificante, interessante e compensador.Assim, desejo-te boa sorte para esse teu percursooooo!

 
At 12:28 da tarde, Anonymous Anónimo said...

As migalhas não serviram de nada na segunda vez. A entrada e a saída da floresta (aonde realmente reside o conhecimento oculto), não pode ser feita a partir do modelo materno e paterno corrompido. O pão, o alimento sem esforço, só funciona por um tempo. A parte esterna da casa, tampouco, cheia de guloseimas, reflete a verdadeira dimensão do conhecimento. É preciso introspecção, passar um tempo no porão, rejeitar o alimento sem esforço, para escapar da armadilha. Irmão e irmã podem então regressar a casa verdadeira e reconstruir suas vidas.

 

Enviar um comentário

<< Home